Angiomedical

Solução Femoral

GORE

GORE® DrySeal Flex Introducer Sheath

Bainha introdutora GORE ® DrySeal Flex

A bainha introdutora GORE ® DrySeal Flex traz a exclusiva combinação de maior flexibilidade e resistência a dobras. Seu novo perfil otimizado com menor espessura da parede da bainha oferece maior diâmetro interno com menor diâmetro externo. Além de uma cobertura mais hidrofílica, o que permite melhor navegabilidade e proporciona acesso excepcional a anatomias desafiadoras durante o reparo endovascular de aneurismas da aorta abdominal (AAA) e da aorta torácica (TAA).

É composto por uma bainha introdutora com uma válvula GORE® DrySeal acoplada, um dilatador e uma seringa de enchimento de válvula de 2,5 ml.

A válvula do GORE® DrySeal é única, pois é pressurizada para criar uma vedação, minimizando a perda de sangue e acomodando vários fios e cateteres. Nenhuma manipulação intraprocedimento é necessária para manter a hemostasia.

GORE

GORE® PROPATEN® 

GORE® PROPATEN® Vascular Graft

Os enxertos vasculares GORE® PROPATEN® destinam-se ao uso como próteses para substituição ou desvio de vasos doentes em pacientes que sofrem de doenças oclusivas ou aneurismáticas, em trauma, pacientes que necessitam de substituição vascular, para acesso à diálise ou para outros procedimentos vasculares.

Procedimentos mais comuns:

  • Bypass
  • Fístula
  • Aneurisma
  • Debranching
  • Outros procedimentos cardiovasculares

Enxerto Vascular de Politetrafluoretileno expandido (ePTFE) Gore Propaten, com tecnologia stretch e lâmina externa de reforço para permitir resistência adicional a dobras (kinks) e compressões. Com parede standard ou fina, com ou sem anéis e heparina no lúmen do enxerto.

A molécula de heparina é ligada diretamente a superfície do enxerto (a heparina é um anticoagulante que possui efeito antiproliferativo em relação as células musculares). A tecnologia CARMEDA BioActive Surface Technology (CBAS), permite retenção de bioatividade e o resultado é a diminuição da resposta do organismo ao enxerto, permitindo resultados em longo prazo, com diminuição da trombose e reestenose.

GORE

GORE® VIABAHN® Endoprosthesis

Endoprótese GORE® VIABAHN®

A Endoprótese GORE VIABAHN® com Heparina é uma prótese endoluminal, flexível e autoexpansível para o tratamento endovascular das artérias periféricas.

Endoprótese para artérias periféricas, de alta flexibilidade, constituída de stent de nitinol de fio único, e coberta com politetrafluoroetileno expandido (ePTFE), sem sutura em toda sua extensão, de baixo perfil, autoexpansível, com diâmetros entre 5mm e 13mm, e comprimento que varia de 2,5 cm até 25 cm, sistema de liberação disponível com 120 cm e heparina com bioatividade permanente em sua composição.

A molécula de heparina é ligada diretamente à superficie da endoprótese, a heparina é um anticoagulante que possui efeito antiproliferativo em relação as células musculares lisas. A tecnologia CARMEDA ® BioActive Surface Technology (CBAS®) permite retenção de bioatividade e o resultado é a diminuição da resposta do organismo à endoprótese, permitindo melhores resultados em longo prazo, com diminuição da trombose e reestenose.

Tem comprovação de resultados em uma ampla gama de casos complexos, a versatilidade da endoprótese GORE® VIABAHN® com superfície bioativa de heparina permite fornecer alta perviedade e resultados duráveis ​​para minimizar as reintervenções e ajuda a otimizar os resultados clínicos dos pacientes.

  • Compatível com introdutor (dependendo do diâmetro) 7 Fr / 8 Fr / 9 Fr / 11 Fr / 12 Fr
  • Comprimentos: 2.5cm/ 5cm / 10cm / 15cm / 25cm
  • Diâmetros: 5 mm / 6 mm / 7 mm / 8 mm / 9 mm / 10 mm / 11 mm / 13 mm

BOSTON SCIENTIFIC

IVUS OPTICROSS 18

Cateter de Ultrassom Intravascular OPTICROSS™ 18

O cateter OptiCross 18 IVUS oferece confiança para guiar lesões complexas. A melhor capacidade de entrega permite o cruzamento de lesões desafiadoras ao mesmo tempo em que fornece qualidade de imagem excepcional.

O perfil de cruzamento de 3.5 F do cateter OptiCross 18, oferece rastreabilidade e empurrabilidade aprimoradas, e a janela de imagem cônica contribuem para uma entrega fácil e segura.

  • Tecnologia de ponta de balão para facilitar o cruzamento e a capacidade de entrega
  • Perfil de cruzamento pequeno e transições de rigidez do eixo para excelente entrega
  • O revestimento lubrificante promove capacidade de entrega
  • A frequência do transdutor de 30 MHz permite uma penetração de ultrassom mais profunda do que a frequência do transdutor de 40 MHz
  • Capacidade de visualizar tamanhos maiores de vasos com resolução de imagem superior a uma frequência de transdutor de 20 MHz
  • Eixo proximal mais forte para grande capacidade de empurrar
  • Facilidade de enxágue para uma preparação rápida
  • Compatível com o Sistema de Orientação Multi-Modalidade iLab ™ POLARIS

Cateter OptiCross18 destina-se apenas ao exame de ultrassom intravascular de vasos periféricos.

BOSTON SCIENTIFIC

STENT ELUVIA

Sistema de Stent Vascular Farmacológico ELUVIA™

Eluvia fornece resultados consistentes e duráveis em doenças SFA* desafiadoras e apresenta um design de polímero para liberação controlada de drogas.

O Stent Eluvia é a primeira e única tecnologia de eluição de medicamentos projetada para entregar paclitaxel controlado, localizado, amorfo e de baixa dose à lesão alvo.

O Eluvia é construído na plataforma de Stent Innova, que foi projetada para abordar os desafios únicos da SFA* com a quantidade ideal de resistência, flexibilidade, e resistência a fraturas.

Flexibilidade é importante na SFA* por causa dos movimentos mecânicos únicos e complexos no vaso.

A SFA* exige um stent construído especificamente com a capacidade de passar por anatomia sinuosa e dinâmica e se conformar ao vaso.

O Stent Eluvia foi projetado para flexibilidade com um desenho de célula aberta ao longo do corpo do stent. O design de pico a vale do desenho do stent aprimora a conformação, flexibilidade axial, e resistência a torções.

O Stent Eluvia proporciona a resistência necessária para continuar aberto dentro da SFA* dinâmica e desafiadora.

A força radial para fora permite que o stent abra totalmente, enquanto a forte resistência à compressão permite que o stent mantenha o diâmetro do lúmen mesmo durante os movimentos do vaso e pressão externa. 

A arquitetura do Stent Eluvia foi projetada para otimizar a força radial para fora e a resistência à compressão e proporcionar distribuição de tensão e resistência equilibradas.

A SFA* está sujeita a forças mecânicas únicas, como compressão e dobra, que causam fraturas de fadiga nos stents. O Stent Eluvia é projetado para suportar múltiplos modos de deformação, incluindo alongamento, dobra extrema e compressão axial, por meio de um espaçamento equilibrado de conectores.

O Sistema de Stent Vascular com Eluição de Fármacos ELUVIA destina-se a melhorar o diâmetro luminal no tratamento de lesões sintomáticas de novo ou reestenóticas na artéria femoral superficial nativa (SFA) e / ou artéria poplítea proximal com diâmetros de vasos de referência (RVD) variando de 4,0 – 6,0 mm e comprimento total da lesão de até 190 mm.

*SFA: Artéria Femoral Superficial

BOSTON SCIENTIFIC

STENT INNOVA

Sistema de Stent Autoexpansível Vascular Innova™

O Sistema de Stent Innova é projetado para proporcionar uma experiência precisa e previsível para intervencionistas vasculares. Ele é construído especificamente para o tratamento de lesões de SFA e projetado por especialistas para implante suave e posicionamento preciso.

Arquitetura Celular Híbrida

  • Extremidades com célula fechada para estabilidade e uniformidade de implante
  • Centro com célula aberta para flexibilidade e resistência a fraturas

Matriz de Tamanhos de SFA Completa

  • Diâmetros de 5 a 8 mm
  • Comprimentos até 150 mm

Sistema de Liberação Triaxial

  • Cateter de estabilização externa azul projetado para controlar as forças de implante e facilitar o posicionamento preciso
  • Haste média reage para implantar o stent

Liberação Intuitiva

  • Roldana para implante com uma mão
  • Alça de tração para implante completo de stents de 150 mm

BOSTON SCIENTIFIC

CATETER BALÃO RANGER

Cateter Balão de Dilatação revestido com Paclitaxel Ranger™

Apoiado por vários ensaios controlados randomizados de nível 1, o Ranger oferece resultados excepcionais, capacidade de entrega sem esforço e transferência eficiente de medicamentos.

O Cateter Balão Ranger demonstrou resultados consistentes com quase 90% de patência em 12 meses nos ensaios RANGER II SFA e COMPARE Randomized Controlled Trials.

Construído na plataforma 2 de balão Sterling de 0,018 “líder de mercado com compatibilidade de fio-guia de 0,014” / 0,018 “, o Ranger tem o perfil de entrada de ponta mais baixo.

Ranger é um DCB de baixa dosagem com um revestimento TransPax formulado exclusivamente que resulta em uma transferência de drogas altamente eficiente. Isso permite a entrega de drogas extremamente direcionada, alcançando quase 90% de permeabilidade primária, com a menor quantidade de partículas a jusante e baixa exposição sistêmica à droga para o paciente.

O Ranger Drug Coated Balloon (DCB) é indicado para angioplastia transluminal percutânea (PTA) de lesões de novo ou reestenóticas de até 180 mm de comprimento localizadas em artérias femorais superficiais nativas e poplíteas proximais (SFA / PPA) com diâmetros de vasos de referência de 4 mm a 7 mm.

BOSTON SCIENTIFIC

CATETER BALÃO STERLING OTW & SL

Cateter Balão de Dilatação Sterling™

A família Sterling™, o número 1 entre os Cateteres Balão de Dilatação para ATP oferece o melhor perfil de entrada na lesão de sua classe, além dos melhores tempos de desinflação, com uma grade de medidas e indicações clinicamente abrangente.

Perfil de entrada na lesão excepcionalmente baixo, 0,020”/ 0,51 mm, em um fio de 0,018”/ 0,46 mm, fornecendo um cruzamento excepcional.

Com apenas 10 segundos de desinsuflação, é o melhor tempo de sua classe.

Os Cateteres de Dilatação por Balão Sterling PTA são indicados para Angioplastia Transluminal Percutânea na vasculatura periférica, incluindo ilíaca, femoral, poplítea, infra-poplítea, renal e para o tratamento de lesões obstrutivas de fístulas de diálise arteriovenosa nativas ou sintéticas.

Esses dispositivos também são indicados para pós-dilatação de stents expansíveis e autoexpansíveis por balão na vasculatura periférica.

BOSTON SCIENTIFIC

CATETER DE SUPORTE RUBICON

Cateter de Suporte Rubicon™

O Cateter de Apoio Rubicon foi desenvolvido para facilitar o cruzamento de lesões desafiadoras.

Com um perfil ultrabaixo de entrada na lesão, uma ponta distal forte de última geração para um empurre superior e três marcadores radiopacos, o Rubicon foi projetado para um cruzamento excelente, dando-lhe muita vantagem ao enfrentar lesões desafiadoras. 

O Cateter de Suporte Rubicon destina-se a facilitar a colocação e suporte de fios-guia e outros dispositivos intervencionistas dentro da vasculatura periférica e para permitir a troca de fios-guia e fornecer um conduto para a aplicação de soluções salinas ou de contraste.

BOSTON SCIENTIFIC

FIO GUIA THRUWAY

Fio Guia Thruway™

Thruway Guidewire 0,014″ foi projetado para acessar e cruzar lesões em vasos com ângulos agudos, como as artérias renais.

O fio-guia Thruway facilita a colocação de um cateter durante procedimentos intravasculares periféricos de diagnóstico ou de intervenção, incluindo, mas não se limitando a, intervenção renal. O fio pode ser torqueado para facilitar a navegação pela vasculatura.

O Fio Guia Thruway é o único fio guia recomendado para uso com o Cateter de Aterectomia Jetstream.

BOSTON SCIENTIFIC

FIO GUIA V14 e V18

Fio Guia V-14™ e V-18™

Fio-guia V-18 e V-14 foram projetados para navegar e cruzar lesões estenosadas acima e abaixo do joelho.

Destina-se a facilitar a colocação e troca de cateteres de dilatação por balão ou outros dispositivos terapêuticos durante a angioplastia transluminal percutânea (PTA) ou outros procedimentos intervencionais intravasculares. 

BOSTON SCIENTIFIC

FIO GUIA VICTORY

Fio Guia de Cruzamento Victory™ 14 e 18

Várias cargas da ponta para atravessar lesões resistentes: o Victory foi projetado para desbravar e cruzar lesões resistentes, oferecendo cargas crescentes da ponta que vão de 12 g a 30 g para controle e vários empurres. Combinado com um inovador fio com núcleo interno, o Victory foi desenvolvido para melhorar o direcionamento e fornecer uma resposta máxima do torque.

Ampla Matriz

  • Quatro cargas da ponta para vários empurres, oferecendo versatilidade clínica
  • Diâmetros de 0,014 (0,36mm) e 0,018 (0,46mm)

Cruzamento Excelente

  • A ponta com revestimento hidrofílico melhora o cruzamento da lesão
  • O revestimento de PTFE no segmento proximal facilita a navegabilidade e a navegação do dispositivo.

A exclusiva tecnologia do núcleo oferece:

  • A resposta 1:1 do torque possibilita um controle excepcional durante o caso
  • A superior retenção do formato da ponta permite a seleção e a re-seleção fáceis de vasos tortuosos.

Os fios-guia Victory destinam-se a facilitar a colocação e troca de cateteres de balão ou outros dispositivos intervencionistas dentro da vasculatura periférica durante a angioplastia transluminal percutânea (PTA) ou outros procedimentos intervencionistas intravasculares.

BOSTON SCIENTIFIC

CATETER JETSTREAM

Sistema de Aterectomia Jetstream™

O Jetstream é projetado para tratar de forma previsível múltiplas morfologias, tais como placas de cálcio ou trombo, comumente encontradas em oclusões totais. Como é o único sistema de aterectomia com aspiração ativa, o Jetstream remove detritos, ajudando a minimizar o risco de embolização distal.

O Sistema de Aterectomia Jetstream possui:

  • Aspiração Ativa: extrai detritos sem a remoção do dispositivo, minimizando o risco de embolização.
  • Redução de Volume: para tratar múltiplas morfologias de lesão, incluindo cálcio, placa ou trombo.
  • Ganho Luminal: as lâminas expansíveis de corte frontal do Jetstream criaram um ganho luminal estatisticamente significativo em lesões calcificadas graves e moderadas
  • Corte frontal: para se acoplar imediatamente a lesões justas ou ocluídas.

O sistema é uma plataforma de revascularização periférica inovadora projetada para restaurar o fluxo pelos muitos tipos de morfologias de lesão encontradas na doença arterial periférica (PAD). O sistema consiste em um cateter de uso único com controle, para conectar em um console compacto que pode ser montado em um suporte de soro padrão.

BOSTON SCIENTIFIC

CATETER BALÃO MUSTANG

Cateter Balão de Dilatação Mustang™

O Cateter Balão Mustang combina um poderoso poder de dilatação com um sistema de entrega superior e uma ampla gama de tamanhos.

Um único balão oferece um desempenho total com cruzamento e navegabilidade superiores, dilatação poderosa, tamanhos maiores e baixo perfil de bainha.

Baixo perfil e excelente compatibilidade da bainha, pois o perfil de entrada na lesão de 0,040″ (1,01 mm) é apenas 15% maior em diâmetro que o fio-guia.

O material NyBax™ do balão combina a resistência do nylon com a flexibilidade do Pebax possibilitando uma pressão nominal de ruptura de até 24 atm (2.431 kPa).

O excelente redobramento do balão facilita a introdução e a retirada através da bainha.

BOSTON SCIENTIFIC

STENT EPIC

Sistema de Stent Autoexpansível vascular Epic™

O Epic Stent é um stent de Nitinol autoexpansível projetado para manter a patência do vaso, ao mesmo tempo que fornece visibilidade e precisão aprimoradas durante a colocação. Ideal para artérias ilíacas.

Projeto de Arquitetura Híbrida com geometria de célula aberta e fechada projetada para fornecer flexibilidade e uniformidade de implantação.

Possui uma alça ergonômica com duas opções de implantação convenientes: roda de polegar e punho de tração.

Os marcadores de stent radiopacos e a banda do marcador da haste do cateter aumentam a visibilidade e simplificam a colocação.

O acabamento meticuloso da superfície e polimento para remover imperfeições e melhorar a resistência à fratura.

O Epic Vascular Self-Expanding Stent System é indicado para a melhora do diâmetro luminal em pacientes com lesões ateroscleróticas sintomáticas de novo ou reestenóticas de até 120 mm de comprimento nas artérias ilíacas comuns e / ou externas, com um diâmetro de referência do vaso entre 5 e 11 mm.

BOSTON SCIENTIFIC

CATETER ANGIOJET

Sistema de Trombectomia periférica AngioJet™

O Sistema de Trombectomia AngioJet é um dispositivo de trombectomia periférica farmacomecânica com aspiração ativa e aplicação lítica Power Pulse ™ projetado para tratar a mais ampla gama de vasos trombosados, restaurando rapidamente o fluxo sanguíneo.

O sistema de Trombectomia AngioJet proporciona a potência e flexibilidade para remoção rápida de trombos, restauração rápida de fluxo sanguíneo, melhora de sintomas e facilidade de uso.

Console Avançado de Fácil Utilização:

  • Sistema de controle automatiza a configuração e monitora a operação
  • Interface passo a passo para eficiência de procedimento
  • Sistema automatizado se autoconfigura para cada cateter

Mecanismo de Ação:

  1. O Console AngioJet monitora e controla o sistema.  
  2. O Console energiza a bomba, que envia solução fisiológica pressurizada para a ponta do cateter.
  3. Os jatos de solução fisiológica viajam para trás para criar uma zona de baixa pressão causando um efeito de vácuo.
  4. O trombo é sugado para as janelas de influxo e os jatos empurram o trombo de volta para baixo do cateter.
  5. O trombo é evacuado do corpo e para dentro da bolsa de coleta.

FALE CONOSCO